A Mercedes em seu Vôo

 

lorca2 

 

Uma viola de luz, hirta e gelada

já eras pelas rochas lá da altura.

 Uma voz sem garganta, voz escura

que soa em tudo sem soar em nada.

 

Teu pensamento é neve resvalada

 na infindável glória da brancura.

Teu perfil é perene queimadura.

 teu coração é pomba desatada.

 

Canta já pelo ar, livre e serena,

a matinal flagrante melodia,

 monte de luz e chaga de açucena.

 

Que nós outros aqui de noite e dia

 teceremos no ângulo da pena

uma grinalda de melancolia.

 

GARCIA LORCA (1898-1936)

"A Mercedes em seu Vôo"

(Trad. de Oscar Mendes)

 

One thought on “A Mercedes em seu Vôo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s