Eu Sou Tudo

 
 

EU SOU TUDO

J. Krishnamurti


Eu sou o firmamento azul e a nuvem negra.

Eu sou a cachoeira e o som que ela produz

Eu sou a imagem esculpida e a pedra abandonada,

Eu sou a rosa e a pétala que tomba

Eu sou a flor do campo e o Lótus sagrado

Eu sou as águas santas e a lagoa tranqüila

Eu sou a arvore de cima das montanhas

Eu sou a haste da erva na plácida alameda

Eu sou o primaveril rebento e a copa sempre verde.

Eu sou o bárbaro e o sábio

Eu sou o piedoso e o ímpio

Eu sou o devoto e o herege

Eu sou a meretriz e a virgem

Eu sou o liberto e o homem no tempo

Eu sou a renúncia e o possuidor orgulhoso

Eu sou o destrutível e o indestrutível,

Eu não sou Isto nem Aquilo

Não sou o liberto, nem aquele ainda enleado,

Não sou o céu nem o inferno

Não sou as filosofias nem os credos

Não sou o Guru nem o discípulo

Amigo,

Eu tudo contenho.

Sou límpido qual o veio da montanha,

Simples como a folha primaveril que rebenta.

Poucos me conhecem.

Felizes aqueles

Que deparam comigo.



A ESTRELA – Vol. I – N. 10 – DEZEMBRO DE 1928

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s